Search
sábado , 23 de setembro de 2017
  • :
  • :
   
  Apoio

Excesso de quebra-molas, sem a devida sinalização, fere Código de Trânsito

image

Imagem Ilustrativa

Alguns quebra-molas que estão implantando na cidade de Nova Glória estão irregulares e alguns sem sinalização prévia. E que deveriam ser retirados, já que colocam a vida das pessoas em risco.

A legislação está sendo deixada para segundo plano. Os quebra-molas estão sendo colados sem qualquer critério, por isso em Nova Glória tem um número excessivo de quebra-molas, o que contradiz o Código Brasileiro de Trânsito.

A sinalização é péssima, os quebra-molas não obedecem o padrão, e têm, muitos, tamanhos e formas absurdas, quase um muro, e muitas vezes só descobrimos que existe um quando já está passando por cima, destruindo seu carro e colocando sua vida em risco.

A resolução de nº 39 de 1998, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), considera que a implantação das ondulações transversais só deve acontecer após estudo de outras alternativas de engenharia de tráfego e quando estas alternativas se mostrarem ineficazes para redução de velocidade e acidentes.

Na verdade, se o município fosse aplicar a lei, muitos quebra-molas teriam que ser retirados.

Sera que á construção de tanto quebra-mola deve ser para atender ao interesse de alguém?! porque não justifica a quantidade destes dispositivos espalhados pela cidade.

Existem dois tipos de ondulações transversais previstas na legislação de trânsito brasileira. Uma deve ter comprimento de 1,50 m e altura de até 8 cm, e a outra pode chegar a 3,7 m de comprimento e 10cm de altura. Ambas devem ter largura igual à pista, mantendo-se as condições de drenagem superficial.

Os quebra-molas devem estar distantes 15m de esquinas ou curvas e não podem ser implantados em vias utilizadas por transporte coletivo ou onde os limites de velocidade sejam superiores a 20km/h.

Omissão, O Código de Trânsito Brasileiro já está velho e até parece que ninguém ainda tomou conhecimento do parágrafo único de seu art. 94, que proíbe a utilização das ondulações transversais e de sonorizadores como redutores de velocidade, salvo em casos especiais definidos pelo órgão ou entidade competente, nos padrões e critérios estabelecidos pelo Contran. O Código proíbe qualquer obra que possa perturbar ou interromper a livre circulação de veículos e pedestres, ou colocar em risco sua segurança.

Não tem como entender como as irregularidades das lombadas não são vistas em Nova Glória , sempre estragando os veículos. O código inclusive fala em multa, independentemente das sanções cíveis e penais cabíveis, ao servidor público responsável pela inobservância de quaisquer das normas dos artigos 93, 94 e 95.

Escrito por: Marcos Santos




Comentários