Search
sábado , 23 de setembro de 2017
  • :
  • :
   
  Apoio

Facebook decide lutar contra os links do tipo “isca de cliques”

O Facebook anunciou nesta semana que vai realizar algumas mudanças importantes no seu feed de notícias. O inimigo da vez agora são os links do tipo “isca de cliques”, isto é, aquelas postagens que possuem chamadas apelativas ou falaciosas e que acabam por levar os usuários para uma página que protege o conteúdo ou que não mostra a notícia que prometeu.

Ao receber um número elevado de cliques, estes links acabam ocupando lugares de destaque na timeline dos usuários. De acordo com uma pesquisa recente feita pelo site, a maioria dos usuários do Facebook prefere chamas que os “ajudem a escolher se leem o artigo inteiro antes de clicar nele”.

Tentando aprimorar o seu serviço, a plataforma social de Zuckerberg está tentando encontrar um meio de combater este tipo problema, tentando tirar estas publicações de lugares de evidência, evitando assim que os seus usuários se frustrem com este tipo de link.

Reprodução/Google

Reprodução/Google

O método encontrado pelo site não poderia ser mais simples, o Facebook vai examinar quanto tempo seus usuários permanecem no link que foi clicado. Uma matéria interessante, por exemplo, vai prender a atenção do leitor, que passará pelo menos alguns minutos nela. Um link de pegadinha é fechado quase sempre de maneira imediata.

Outra ferramenta que será usado no combate contra este tipo link é a interação que ele recebe. Se uma matéria é muito vista, mas praticamente não tem likes ou não tem uma discussão ocorrendo em torno dela, é bem provável que não haja nada de valor naquele post.

Uma última mudança que será feita, será a valorização dos links completos nas postagens. Hoje em dia a maioria dos compartilhamentos nos chegam na forma de chamadas e imagens, escondendo muitas vezes o link de origem do site da notícia. Estas mudanças já entraram em efeito, mas só deveremos começar a sentir alguma transformação na rede social dentro dos próximos meses.




Comentários