Search
sábado , 23 de setembro de 2017
  • :
  • :
   
  Apoio

Mini monstro: como um PC pequeno pode rodar Watch Dogs e mais jogos pesados

ado de computadores do tipo desktop vem sofrendo constantes mudanças, dando surgimento a novos perfis de máquinas e componentes.

Destinados a profissionais, jogadores, entusiastas ou simplesmente pessoas que desejam algo mais “discreto”, emerge um novo segmento com ofertas cada vez mais atraentes: é o ramo dos mini PCs.

Essa tendência não é novidade no exterior, não só em compactos como o NUC (Intel) e ZBox (Zotac), mas também em máquinas de alta performance, destinadas aos mercados mais exigentes. Empresas conceituadas como a DigitalStorm,  Cyberpower, Avadirect e outras criaram verdadeiras “maravilhas eletrônicas” para atender a esses consumidores.

Acontece que não é somente os países lá fora que recebem essas novidades. Com um ritmo cada vez mais acelerado, o Brasil também tem recebido muitas novidades em termos de hardware. Hoje, vamos mostrar que o nosso país não ficou de fora dessa tendência e que os mini PCs já começam a aparecer por aqui.

Tamanho não é documento

Neste artigo, o overclocker profissional Ronaldo Buassali apresenta o “Mini Monstro”, computador desse segmento montado pela Just PCs (empresa que vai ser inaugurada nos próximos dias), o qual já faz parte de uma “linha” de mini computadores da empresa.

A máquina que você conferiu no vídeo acima é montada em um novo “mini gabinete” da Corsair, o Obsidian 250D, em duas configurações diferentes (uma de máximo desempenho e outra de menor custo). Ambas são habilitadas para rodar o tão comentado “Watch Dogs”, com alta qualidade gráfica e um nível de desempenho excelente.

Confira as especificações desse monstro:

  • Gabinete: Corsair Obsidian 250D
  • Placa-mãe: ASUS Z87 Maximus VI Impact
  • Processador: Intel Core i7 4770K / Core i5 4430
  • Memória: Corsair Vengeance Pro 2 x 8GB 2133 MHz / 1866 MHz
  • Placa de vídeo: ASUS GTX 780Ti (referência ou Matrix) / GTX 760 Direct CU Mini
  • Fonte: Corsair RM650 / RM 550
  • Hidro Cooler: Corsair H100i / H80i
  • Solid State Drive: Corsair Neutron GTX 480GB / Force GS 240
Reprodução/TecMundo

Reprodução/TecMundo

Mesmo a configuração mais simples (que tem a placa GTX 760 e o processador Intel Core i5 4430) é capaz de manter os frames por segundo em alto nível, o que nos demonstra que em jogos mais leves, como League of Legends, Warface, DotA2, Point Blank e outros intensamente praticados no Brasil, o resultado seria devastador.

Vale ressaltar que o Mini PC pode realizar todas as tarefas de um PC de alta performance, aliado a um visual muito bonito e discrição devido ao seu tamanho reduzido. Ele é perfeito para quem quer uma máquina gamer, um HTPC (Home Theater Personal Computer) ou até como um computador potente que “enfeita” uma sala ou quarto onde o espaço é limitado.

Pelas qualidades demonstradas e até pela tendência dos fabricantes a diminuir os seus componentes, parece que em breve teremos muitos modelos como esses “circulando” por aí. O que você achou dessa belezinha? Será que o futuro é a miniaturização dos componentes?

Fonte: TecMundo




Comentários