Search
quarta , 20 de setembro de 2017
  • :
  • :
   
  Apoio

Novo tipo de água-viva venenosa é descoberto na Austrália

A cada ano, novas espécies são encontradas no mistério dos oceanos. E parece que essas descobertas, de fato, nunca vão terminar. A novidade da vez no mundo biológico-científico é aKeesingia gigas, que é uma das duas novas espécies de água-viva do tipoIrukandji recentemente descoberta pela bióloga marinha Lisa-Ann Gershwin, na Austrália.

Enquanto as medusas irukandji têm normalmente o tamanho de uma unha, a Keesingia gigas tem o comprimento de um braço humano e acredita-se provocar um envenenamento potencialmente mortal. A condição pode causar dor, náusea, vômito e, em casos extremos, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca.

Lisa Gershwin disse ao The Guardian que essa água-viva foi fotografada pela primeira vez na década de 1980, mas um espécime somente foi capturado em 2013, perto de Shark Bay, pelo cientista marinho John Keesing. Foi quando a medusa ganhou seu nome em homenagem ao especialista.

Reprodução/TecMundo

Reprodução/MegaCurioso

Sem tentáculos

Gershwin disse que, em todas as fotos de John Keesing, a água-viva não parecia ter tentáculos e que a amostra que foi capturada agora também foi observada sem eles, fato que intriga os especialistas. “Medusas sempre têm tentáculos, pois é assim que pegam a sua comida. Além disso, são neles que se concentram as suas células urticantes”, explicou.

De acordo com a bióloga, apesar da ausência de tentáculos, algumas pessoas que trabalharam na pesquisa dessa espécie já foram atingidas por ela e experimentaram a síndrome Irukandjibastante angustiante e dolorosa.

Uma das teorias propostas por Gershwin anteriormente é de que as espécies poderiam lançar seus tentáculos como forma de defesa, como uma água-viva bioluminescente, que larga os seus tentáculos brilhantes a fim de distrair os predadores. Porém, não havia nenhuma evidência de que qualquer Irukandji tinha essa capacidade.

Com essa informação, a bióloga acredita que é apenas uma coincidência. “Eu acho que, mais provavelmente, elas têm tentáculos. Mas, por alguma razão, os exemplares fotografados e capturados não tinham mais”, disse Lisa.

Medusas do tipo Irukandji já foram encontradas em outras regiões como Melbourne (também na Austrália), ao norte do País de Gales e na Cidade do Cabo.

Fonte: MegaCurioso




Comentários